PANAPLÉIA

Minha foto
Bem-vindo(a) ao Laboratório de Autoria de Panapléia! À esquerda das postagens, estão meus textos divididos em categorias e temas. À direita, indicações de blogs e as mídias sociais. No rodapé, mimos felinos e os créditos do blog. Boa leitura!

DISSERTAÇÃO NÃO É BICHO-PAPÃO

TROCA DE IDEAIS – CCBNB CARIRI

DISSERTAÇÃO NÃO É BICHO-PAPÃO

Dia 13 de junho de 2012,  qua, 19h.

CONVIDADA: Simone Pessoa (Fortaleza – CE).

MEDIAÇÃO: Paula Izabela.

Simone Pessoa, autora do sucesso “Dissertação não é bicho-papão”, proporá soluções anticonvencionais e inovadoras para a escrita de textos acadêmicos. A pesquisadora, através de sua obra, já auxiliou milhares de estudantes a romperem a barreira do estranhamento com monografias, dissertações e teses. 90 min.


Com linguagem clara, agradável e direta, a professora Simone Pessoa desmitifica o processo de produção de trabalhos acadêmicos no lançamento Dissertação não é bicho-papão. O livro propõe soluções inovadoras sobre todas as etapas do processo de escrita de uma dissertação, tendo o cuidado de não ser um simples manual de normas e padronizações de trabalhos monográficos. Sua principal proposta é servir como roteiro prático de trabalho, como suporte de auto-ajuda na facilitação de todo o processo. Com isso, auxilia, também, os professores de metodologia científica e orientadores.

Em Dissertação não é bicho-papão, o leitor é conduzido a valorizar o trabalho de uma dissertação, não em termos puramente utilitários, mas sobretudo pelo resultado prazeroso e compensador do exercício da criatividade. Sem deixar de reconhecer as dificuldades próprias de um período de pesquisas, Simone Pessoa mostra, ao mesmo tempo, as pedras do caminho e o caminho das pedras. Nada é intransponível, tudo é passível de levar à gratificante vitória que resulta do processo ordenador do pensamento.

Os capítulos obedecem à sequencia lógica da construção de um trabalho científico, abordando os aspectos mais difíceis, como, e principalmente, o foco da questão a ser estudada, o uso racional do tempo, a forma correta de pesquisa e o envolvimento da família. Neste capítulo, Simone Pessoa analisa, com muito humor, os respingos do mestrado nos familiares e, como ajuda, sugere um "acordo de convivência familiar em prol da dissertação", para ser assinado por todos, com duas testemunhas.

A autora oferece dicas profissionais e também pessoais e narra sua própria experiência no processo de produção acadêmica. Ao final, Simone ainda presenteia os leitores com lições de professores doutores, com vasto histórico de orientação de trabalhos acadêmicos. Ao final do livro, a autora consegue despertar o prazer do estudo, o poder de se realizar um legado do saber e a alegria final de concluir um trabalho criativo. Com a leitura deste livro, é possível que mesmo pessoas que nunca tenham pensado em trilhar este caminho decidam se aventurar na feitura de uma dissertação, motivadas pelo prazer contagiante da autora. 

| 2012 |


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Caro visitante...

Se tiver dúvidas no preenchimento dos campos, selecione a opção "anônimo" e assine no final (nome, cidade e estado).
Seu comentário será moderado e aprovado (ou não, no caso de spam) através do meu e-mail pessoal.
Sua participação é muito importante para a continuidade do meu trabalho.
Grata pela colaboração despenteada!

Paula Izabela

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...